Ritta Tristany

Solidão

A Solidão é um caminho perdido, vidas presas sem rumo a navegar.

Partilhar

A Solidão é um caminho perdido, vidas presas sem rumo a navegar.

É a história interior de cada um de nós sempre na fronteira entre o estar só e o termos um ombro amigo por perto, amigo esse que poderemos ser nós próprios.

A Solidão é um caminho sofrido, sem sabermos que pedras ou muros vamos encontrar, e se os encontrarmos, decidirmos vesti-los ou colocá-los ao ombro num escurecido ficar…ou partir…

Quando vamos viver o vagabundo que quero livre?

A Solidão ou Estarmos Juntos? O que escolher?

Aprende a lidar com a Solidão!

Ficha técnica

Letra – Ritta Tristany
Música – Firmino Pascoal
Voz – Ritta Tristany Guitarra – Francisco Sales
Baixo – Diogo Antunes Percussão – Iuri Oliveira
Produção Musical – Diogo Antunes e Firmino Pascoal
Edição e Mistura Áudio – Janga Masterização
Áudio – Rui Fingers
Realização Vídeo – Firmino Pascoal
Montagem Vídeo – Paulo Piedade Rodrigues

Apoio

PTPAC EDIÇÃO|DISTRIBUIÇÃO|PRODUÇÃO: ZOOMUSICA
PROMOÇÃO WEB:PTPAC

2021 Zoomusica, edição e distribuição Zoomusica. Créditos do vídeo SOLIDÃO Zoomúsica – https://zoomusica.pt/artistas/ritta-t…
ISRC – José Firmino Pascoal Pereira (PT9HZ2100002)

Letra

AUTOR: RITTA TRISTANY
COMPOSITOR: FIRMINO PASCOAL

A SOLIDÃO É UM CAMINHO SOFRIDO
SEM SABER QUE PEDRAS VAI ENCONTRAR
UMA VIDA UM MURO VESTIDO
AO OMBRO DE UM ESCURECIDO FICAR

AO LONGE A MELODIA ESCONDIDA
DE TRISTES SONS INFINITOS DO MAR
TEMPOS IDOS SONHOS VIVIDOS
MÃOS VAZIAS DE LUZ E DE LUAR

SONHOS SEM CHÃO Ó TEMPO DE ESPERA
DE CARICIAS DO OLHAR EM QUE ACREDITO
SOBRE O QUE TEMO VIVER E O QUE ESPERO
SOLTO POR FIM DENTRO DE MIM O QUE REFLITO

VOU VIVER O VAGABUNDO QUE QUERO
LIVRE EM MIM NESSE JARDIM
NUM SIMPLES GRITO
A SOLIDÃO É UM CAMINHO PERDIDO
VIDAS PRESAS SEM RUMO A NAVEGAR