É hoje no CCB – Tristany

Tristany pinta com a voz, ilustrando a realidade por ele vivida, através do seu olhar e do olhar das pessoas que o rodeiam. Olhos ke falam sobre realidades inviabilizadas, marginalizadas e por vezes romantizadas.

Através da sua arte multidisciplinar, expressa a sua maneira sentir, kriando assim uma multiplicidade de ritmos, kom sonoridades kruas e estímulos visuais diversificados, representando todas as kulturas ke se sente inserido.

kresceu e vive na Linha de Sintra, uma periferia de Lisboa, onde as ruas à noite têm um tom alaranjado, em ke as mães vêm dormir depois de mais um dia de trabalho e onde a ostentação é ter o fato de treino kompleto do Liverpool.

«Meia Riba Kalxa é mais um pequeno terramoto na música portuguesa e peça culminar de três décadas de inspiração e resiliência dos subúrbios negros da Grande Lisboa.»
Meia Riba Kalxa – 4,0 estrelas – Francisco Noronha 19 de junho de 2020, in Público

«Tristany espalha sabedoria e uma ética moral nas letras, mas também nos interlúdios, pequenos e preciosos filmes da vida na tal periferia que pode ser intransponível.»
Rui Miguel Abreu in Rimas e Batidas

«As sonoridades africanas nunca foram mistério na sua vida. Tem sangue angolano, português e castelhano, mas é de Cabo Verde que se sente, culturalmente falando.»
Melissa Pereira in Bantumen https://www.ccb.pt/evento/tristany/