GATO PARDO – é já amanhã…

GATO PARDO
AUTOR: JOSÉ BANDEIRA
COMPOSITOR: RITTA TRISTANY E RUI PAIS

GATO PARDO QUE PASSEIA
PELOS TELHADOS DA VIDA
DE NENHUM BEIRAL RECEIA
SALTAR MESMO DE FUGIDA

ENTRA NA VIDA DA GENTE,
SENTA-SE JUNTO À JANELA,
DÁ UM SALTO, VAI EM FRENTE,
DE REPENTE DEU POR ELA.

VEM NUM PASSO ELEGANTE,
TÃO NOCTURNO O SEU ANDAR,
A GATA PRETA, GALANTE
SEGUE SEM NELE REPARAR.

DÁ DOIS SALTOS, TRÊS TELHADOS,
FICA JUNTO À CHAMINÉ,
POUCOS MINUTOS PASSADOS,
VÊ-A VIR PÉ-ANTE-PÉ.

NUM OLHAR SERPENTEADO
OLHA P’RA ELE QUASE NUA,
AO VER O PARDO SENTADO
NA CHAMINÉ, JUNTO À LUA.

DE CORAÇÃO DERRETIDO
ELA SENTA-SE A SEU LADO
E ELE DE PÊLO RENDIDO
DIZ QUE A QUER, NUM MIADO.